No Brasil, mais de 80% da população já vive em cidades, o que torna a gestão do desenvolvimento urbano uma tarefa de considerável complexidade, nos trazendo o desafio de encontrar novas formas de pensar as cidades, com melhores condições de convivência para os cidadãos. Somado a esta urbanização acelerada, que tende a aumentar, vivenciamos também a revolução digital, nos colocando diante de um novo cenário ainda pouco explorado pelos gestores das cidades.

O conceito de Smart City está totalmente conectado com estes dois fatores, onde utilizam-se as tecnologias existentes para melhorar a qualidade de vida, a eficiência das operações e serviços urbanos e sua competitividade, garantindo também o atendimento das necessidades das gerações atuais e futuras com relação aos aspectos econômicos, sociais e ambientais. Desta forma, a cidade torna-se atrativa aos cidadãos, empreendedores e trabalhadores, e gera um espaço mais seguro, com melhores serviços e com um ambiente de inovação que estimula soluções criativas, gerando empregos e reduzindo as desigualdades.

Neste cenário, o uso da tecnologia se torna indispensável, para que as cidades acompanhem o ritmo de transformação da sociedade e atendam às expectativas e necessidades da população. Entretanto, pensar as cidades sem levar em conta os aspectos essenciais, como o social, ambiental e urbano, pode distanciá-las ainda mais de sua finalidade principal: melhorar a qualidade de vida das pessoas. Para garantir isso, todo o seu planejamento e desenvolvimento deve ser centrado no cidadão.

O desenvolvimento de uma Smart City requer grande liderança e visão, e traz múltiplos benefícios para os governantes e a população, estimulando a cooperação público-privada e promovendo a competitividade local. Favorecem o desenvolvimento integrado, a partir do enfoque multissetorial, tornando-se mais inovadoras, resilientes e atrativas, melhorando vidas.

O curso Smart Cities Expert abordará conceitos técnicos e práticos (aplicados) de como a inovação e a tecnologia são capazes de auxiliar na governança pública, na infraestrutura, na mobilidade urbana, nos serviços públicos, na economia, na geração de empregos, na arrecadação do município e no processo de transformação social, culminando em maior qualidade de vida para os cidadãos.  O curso também contará com os principais profissionais relacionados ao tema de cidades inteligentes no Brasil e no mundo e traduz ações práticas de cidades inteligentes para cidades de todos os portes, respeitando suas nuances políticas, econômicas, sociais, ambientais e culturais.

Objetivo: Permitir que gestores públicos e profissionais interessados no tema se tornem especialistas em todos os aspectos de uma cidade inteligente, e estejam aptos a compreender e elaborar projetos que envolvem as esferas social, ambiental, econômica, tecnológica e de infraestrutura.

Público-alvo: Gestores e servidores da administração pública de âmbito municipal, estadual e federal dos poderes executivo, judiciário e legislativo, empresários, profissionais autônomos, acadêmicos, representantes do terceiro setor, entidades de classe e interessados em geral.

 

Conteúdo do curso

10 cursos neste pacote

2021 | Módulo 1: Cidade como plataforma tecnológica: desafios da digitalização urbana

2021 | Módulo 1: Cidade como plataforma tecnológica: desa...

Introdução ao Módulo: Cidade como Plataforma Tecnológica: Desafios da Digitalização Urbana

Módulo transverso 19/08, 17/09, 22/10 e 26/11 

Cidades precisam ser transformadas em plataformas tecnológicas (City-as-a-Platform), onde tudo possa ser mensurado por meio da geração e processamento de dados que possam auxiliar os gestores na tomada de decisões mais assertiva. A partir de uma infraestrutura tecnológica, os municípios podem criar mais e melhores serviços, coletar mais dados com Internet das Coisas e usufruir da Inteligência Artificial para melhorar a eficiência das operações urbanas, otimizar a arrecadação e melhorar a qualidade de vidas dos cidadãos.

Objetivo do Módulo: Conhecer, aplicar e adaptar tecnologias disponíveis para melhorar a gestão urbana, bem como casos reais de cidades que já utilizam tecnologia como ferramenta para aumentar a eficiência da gestão pública e a melhor interação com os cidadãos.

Público-alvo: Gestores e servidores da administração pública de âmbito municipal, estadual e federal dos poderes executivo, judiciário e legislativo, empresários, profissionais autônomos, acadêmicos, representantes do terceiro setor, entidades de classe e interessados em geral.

Palavras-chave: Geoprocessamento, georreferenciamento, big data, blockchain, inteligência artificial, governança, Iot, Real Time, Open Data, Analytics, City-as-a-Platform.

 

Conteúdo programático: Introdução Smart Cities como plataformas. A inovação turbinando o desenvolvimento urbano. Economia Criativa. Economia Compartilhada. Economia Circular. Conexão, informação e inteligência. O impacto do COVID-19 na economia global. O conceito City SmartUp. As novas ferramentas no processo de digitalização das cidades. O “novo normal” urbano. A última fronteira da digitalização de cidades pelo mundo. E-Government Survey 2020. A digitalização nas cidades brasileiras. Os indicadores da ISO 37120 para universalizar o conceito de Smart City. O conceito de Digital Twins para cidades. Data Lake e Inteligência Artificial na formatação de plataformas urbanas. Benchmarking de projetos City-as-a-Platform pelo mundo.

Conecte-se e aprenda com os principais profissionais de Smart Cities do Brasil!


Networking

Faça parte da maior rede de Experts em cidades inteligentes do Brasil.

Negócios

Identifique novos segmentos de mercado, oportunidades de negócios e parcerias nos mercados ligados a cidades inteligentes.

Projetos

Torne-se um consultor para o desenvolvimento de projetos relacionados à inovação urbana, tanto no âmbito privado, quanto no público.

Conhecimento

Impulsione a sua carreira ou seu negócio utilizando novos conceitos e práticas de mercado sobre o futuro dos negócios nas cidades.